INADIMPLÊNCIA

Saiba como sair das dívidas ganhando pouco

Sair das dívidas quando se pertence às classes mais pobres pode parecer um objetivo praticamente inalcançável. Em geral, porque a renda não é o suficiente para suprir as despesas básicas e pagar os débitos.

Criado 06/04/22          

Compartilhe:

Boletos atrasados, aumento de juros e inadimplência. Infelizmente, o endividamento continua a crescer entre as famílias mais pobres no Brasil. No mês de abril, 22,3% dos brasileiros com renda familiar de até R$2.100,00 afirmaram ter dívidas. É o que mostra uma pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV Ibre).

Eventualmente, as pessoas que estão nessa situação passam a acreditar que a única saída para colocar a vida financeira em dia é ganhando mais ou tendo uma renda extra. Você também pensa assim? 

É verdade que aumentar a renda pode te ajudar a liquidar as dívidas, mas existe uma outra solução para quitar as pendências utilizando de forma proveitosa os recursos disponíveis. Veja a seguir como sair das dívidas ganhando pouco. 

Negocie suas dívidas

A negociação é a melhor saída para quem está endividado e deseja regularizar a situação. Segundo o CEO da empresa Solução Financeira, Thiago Aldo, com o auxílio de uma empresa especializada nesse ramo é possível conseguir até 70% de desconto em uma dívida. 

Para identificar quais dívidas precisam ser negociadas primeiro, faça uma lista com todos os seus débitos e priorize a quitação daqueles que possuem os juros mais altos. Como é o caso de financiamentos de veículos, empréstimos e dívidas com cartões de crédito. 

A modalidade de negociação extrajudicial, ou seja, sem recorrer à justiça tem se despontado, porque torna o procedimento mais econômico e rápido em comparação a um processo judicial. Além disso, dessa forma é possível regularizar a dívida sem afetar drasticamente o orçamento, já que o pagamento da dívida será feito por um valor abaixo do esperado. 

Aprenda a lição e organize-se financeiramente 

Depois de sentir na pele como é ruim ficar endividado, procure adotar hábitos financeiros mais saudáveis. Para te ajudar nessa tarefa, confira abaixo 4 dicas importantes. 

1. Liste tudo

Anote mensalmente todos os recebimentos, as despesas básicas e as dívidas em um caderno ou planilha do computador. Considere até mesmo os gastos pequenos do dia a dia.

2. Corte gastos desnecessários

Após visualizar para onde está indo o dinheiro, encare a situação e encontre alternativas para reduzir as despesas e eliminar gastos supérfluos. Essa tarefa não é tão fácil, por isso é importante a participação e colaboração de todos os membros da família. 

3. Elimine as dívidas com juros altos

As dívidas bancárias devem ser quitadas primeiro, porque as taxas de juros são mais altas comparadas a outros tipos de dívidas e tendem a virar uma bola de neve. Sabendo disso, procure o mais rápido possível uma assessoria financeira para te dar o suporte necessário para conseguir a quitação por um valor que cabe no seu bolso e sem o peso de cobranças abusivas. 

4. Tenha o hábito de gastar menos do que se ganha

Para sair das dívidas definitivamente mude a maneira como você lida com o seu dinheiro. O ideal é não comprometer mais de 30% da renda com dívidas. Mas, se por um revés financeiro ou outro motivo às dívidas saírem do controle, negocie essas dívidas com o auxílio de uma empresa de confiança. 

Posts relacionados

Solução Financeira – CNPJ: 23.847.868/0001-27