Início    Site    Sobre Nós

Saiba como as dívidas afetam saúde mental dos brasileiros na pandemia

Criado 17/03/22         

As dívidas não são apenas um problema financeiro, a mente e o corpo pagam um preço bem alto pelo descontrole sobre as finanças e o acúmulo de dívidas. Um estudo nacional feito pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) revela que os consumidores inadimplentes têm mais chances de sofrer com insegurança, estresse, angústia, desânimo e baixa autoestima, podendo evoluir até mesmo para um quadro mais grave como a depressão. 

Infelizmente durante a pandemia, devido às dificuldades financeiras e o aumento significativo do desemprego e endividamento entre os brasileiros, um número maior de pessoas têm sentido na pele os efeitos das dívidas, principalmente em relação à saúde mental. 

Uma pesquisa feita pela Inteligência em Pesquisa e Consultoria (Ipec), a pedido da Pfizer Brasil, escutou 2 mil pessoas com 18 anos ou mais, nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba e Salvador. Dessas, 23% declararam que tiveram a saúde mental afetada pelas dívidas e as incertezas relacionadas ao futuro financeiro.

Mas, se você acha que os problemas acabaram por aí está enganado, as dívidas atrasadas também prejudicam outras áreas da vida. Elas são responsáveis por problemas familiares, além de atrapalhar o rendimento no trabalho e contribuir para o aparecimento de doenças físicas, como a hipertensão arterial sistêmica, também chamada de pressão alta. 

Cuidar das finanças é cuidar da saúde

Agora que você já entendeu como é prejudicial para a sua saúde estar endividado, está mais do que na hora de resolver essas pendências e assumir o controle das finanças, afinal de contas quem tem uma vida financeira equilibrada tende a sofrer menos com problemas relacionados à falta de dinheiro e as dívidas. 

A transformação em sentido financeiro, assim como qualquer outra grande mudança na vida, exige esforço e disciplina. Mas, quando se trata de manter o orçamento à risca e conseguir aos poucos eliminar as dívidas com juros mais altos,  a organização faz toda a diferença. Você pode encontrar o passo a passo para organizar as contas e elaborar o seu planejamento financeiro no artigo Como fazer um bom planejamento para 2022: 4 dicas infalíveis. 

Busque ajuda profissional 

Às vezes a dívida que você contraiu ao longo do tempo, somado às taxas de juros, é tão grande que mesmo com um planejamento e economizando ao máximo é praticamente impossível quitar ou colocá-la em dia. Nesses casos, o consumidor inadimplente precisa buscar ajuda profissional para negociar a dívida e regularizar a situação. 

Nós, da Solução Financeira, já resolvemos vários casos de pessoas que fizeram um financiamento veicular ou empréstimo, mas devido a um revés financeiro como a crise e o desemprego, não conseguiram honrar seus compromissos e acabaram endividados. Além de possibilitar o pagamento de dívidas por um preço justo e acessível, nós devolvemos a tranquilidade e o controle financeiro para cada um que procura os nossos serviços. 

Então, seja qual for o seu caso específico, o mais importante é buscar uma solução. Nunca se esqueça que cuidar das suas finanças é cuidar de você e da sua saúde.

Posts Relacionados

Solução Financeira


Siga-nos

Solução Financeira – CNPJ: 23.847.868/0001-27