INADIMPLÊNCIA

Conheça as principais consequência da inadimplência

Criado 06/04/22         

Compartilhe:

Atender aos compromissos financeiros é uma tarefa que se tornou ainda mais difícil com as transformações econômicas e sociais enfrentadas no país graças à pandemia. Segundo dados do Mapa da Inadimplência do Serasa, em 2021, quase 30% da população brasileira, cerca de  62,56 milhões de pessoas estão inadimplentes. 

Pensando nisso, trouxemos este conteúdo que te ajudará a compreender quais os resultados da inadimplência, veja a seguir:

Qual é o significado de inadimplência?

Antes de tudo, é preciso compreender o que é a inadimplência. Essa situação caracteriza-se pelo atraso no pagamento de uma dívida para além dos prazos e limites estipulados, ou seja, o descumprimento de um contrato financeiro.

Principais consequências da inadimplência

Agora que já sabemos o que faz uma pessoa estar inadimplente, vamos falar sobre quais são as consequências desse atraso nas dívidas e como ele pode afetar sua vida.   

Restrição de crédito

O principal efeito colateral da inadimplência é a restrição ao crédito, isto é, ao deixar uma dívida em atraso o nome do devedor pode tornar-se negativado no sistema de proteção ao crédito. 

Estar nessa posição pode ser um grande problema e dificultar que outras transações financeiras sejam realizadas, como: compras a prazo, compras com cheque, empréstimos bancários, financiamentos, entre outras limitações. 

Problema judicial

Outra consequência grave do não pagamento de dívidas são os problemas judiciais que podem surgir graças a ele. 

As instituições financeiras, bancos e/ou empresas protetoras podem utilizar da ação judicial como uma forma de cobrar seus devedores. Por meio dela é possível penhorar os bens e patrimônios ou bloquear o acesso dos devedores a contas bancárias.

Cobrança de altos juros 

Esse é um dos problemas mais frequentes causados pela inadimplência, é muito comum as empresas que cobram juros altos quando há atraso no pagamento de uma dívida. Juros esses que vão se acumulando e cada vez mais aumentando o valor devido e, em muitos casos, dificultando cada vez mais a quitação da dívida.

Como sair da inadimplência

O primeiro passo é a organização, é preciso priorizar o pagamento da dívida e controlar o orçamento. Além disso, é necessário negociar o débito, a fim de evitar o pagamento de valores abusivos e regularizar a situação de forma muito satisfatória.

Para garantir que a negociação seja feita da melhor forma é importante contar com uma assessoria de confiança que possa oferecer apoio durante todo o procedimento, como a Solução Financeira que atua há mais de seis anos no mercado e com sua equipe de especialistas garante até 70% de desconto em dívidas bancárias.   

Posts relacionados

Solução Financeira – CNPJ: 23.847.868/0001-27