SCORE

Quais os principais birôs de crédito e como atuam no Brasil

Os birôs de crédito atuam diretamente na análise de crédito fornecendo informações sobre hábitos financeiros e inadimplência para os bancos. Saiba mais sobre sua importância.

Criado 22/07/22         

O que são birôs de crédito

O que é um birô de crédito?

Os chamados birôs de crédito são instituições que funcionam como banco de dados. Sua principal função é armazenar informações de comportamento do consumidor e fornecer para os bancos. A partir desses dados, o banco pode analisar os riscos de conceder crédito para determinado cliente, impactando inclusive nas taxas cobradas.

Eventualmente, quando se fala de “nome sujo” ou “estar negativado”, na verdade é sobre a  situação do cadastro nos birôs. Em outras palavras, essas instituições informam quem tende a pagar suas contas em dia e quem tende a acumular dívidas.

Você já deve ter ouvido as expressões “estar com o nome sujo” e “consultaram seu nome” ao falar de linha de crédito ou compras a prazo em alguma loja. Mas você sabe o que essas expressões significam na prática?

Como operam e para que servem?

Os birôs de crédito registram as movimentações de compra e pagamento de dívidas do consumidor. Isso vai desde o pagamento de parcelas em dia ou não, até as compras à vista que costuma fazer. Nesse sentido, quanto mais a pessoa honrar seus compromissos, melhor vai ser a reputação dela para novas transações.

As instituições financeiras costumam acessar esses dados antes de decidir conceder ou não o crédito. Sempre que alguém deixa de pagar alguma dívida, o birô armazena a informação de que aquele cliente está em dívida. A partir de então o consumidor fica “negativado”, ou seja, está sinalizado como alguém que não está mantendo seus pagamento em dia.

Principais birôs de crédito atuando no Brasil

Serasa

O Serasa Experian é um banco de dados criado em 1968 por uma parceria entre associações. A Associação de Bancos do Estado de São Paulo (Assobesp) e a Federação Brasileira das Associações de Bancos (Febraban), foram os responsáveis por reunir informações de pessoas em dívidas com instituições financeiras. Através do site da Serasa é possível consultar gratuitamente se há pendências no CPF. Também pode comparecer a uma agência e solicitar a consulta.

SPC

O Serviço de Proteção ao Crédito existe desde 1955 e tem como objetivo concentrar os dados do comércio no Brasil. Além das informações sobre cheques protestados, também notifica cheques roubados e sem fundo. O SPC envia uma carta para o consumidor e ele pode consultar, sem nenhum custo, a pendência no site após seu cadastro.

Boa Vista (ou SCPC)

O Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC), também é conhecido por Boa Vista. Possui uma lista com nomes de pessoas físicas e jurídicas que estejam negativadas. Da mesma forma que apresenta dados gerais de inadimplência, como dívidas e pagamentos em atraso. A consulta pode ser feita online e grátis, a qualquer hora através do site.

Quod

Esse birô é uma parceria entre os 5 maiores bancos brasileiros que, além de contar com um cálculo de Score, também tem um Cadastro Positivo. Os bancos são Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, Itaú Unibanco e Santander. Após criar seu cadastro no site, é possível consultar as informações de sua reputação.

Score e Cadastro Positivo

Além dos termos “negativado” e “nome sujo”, você já deve ter ouvido falar da consulta ao Score. Este nada mais é que uma pontuação que aumenta ou diminui conforme a taxa de adimplência. Em outras palavras, é uma escala de 0 a 1000 que indica a probabilidade desse consumidor de atrasar ou não suas contas. Quanto mais baixa a nota, mais provável o atraso.

Isso é levado em consideração pelos bancos ao conceder crédito, já que o score é tido como indicador de risco. Quanto menos riscos o banco acha que corre, melhores são as ofertas que ele apresenta. Essa é uma das vantagens de manter um bom score nos birôs.

O cálculo do score mudou

Até pouco tempo, só eram consideradas as dívidas em atraso na hora de calcular o score. Isso porque os birôs não podiam acessar as movimentações financeiras sem autorização da pessoa. Assim, tinham acesso apenas às informações de inadimplência fornecidas por lojas e bancos.

Porém, a partir de 2019 entrou em vigência o Cadastro Positivo, com o regime opt-out. A partir de então, os dados do consumidor já estão disponíveis para os birôs e o consumidor pode optar por remover o acesso. A grande vantagem desse novo formato é que as contas pagas em dia contam para aumentar o score. Dessa forma, mesmo que tenha uma dívida antiga, pagar as contas mais recentes em dia é levado em conta pela instituição financeira.

E se a dívida caducar?

Eventualmente, após completar 5 anos, as dívidas prescrevem e são removidas da listagem dos birôs. Isso não quer dizer que a dívida deixa de existir, somente o nome do devedor não aparece mais na lista. De qualquer forma, a empresa credora ainda pode fazer cobranças e as demais conseguem consultar se há dívida prescrita.

É importante dizer que os bancos não utilizam apenas os birôs como meio de consulta. Muitos têm suas próprias listas no Sistema de Informações de Créditos (SCR), alimentado por dados do Banco Central.

Birôs de crédito e política de privacidade

De fato, os birôs armazenam dados de comportamento financeiro dos consumidores. Por conta disso, algumas pessoas se preocupam com o vazamento dessas informações. Porém, antes mesmo da criação da LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados), estas instituições já tomavam precauções próprias.

Primeiramente, informações pessoais não são levadas em consideração como etnia, origem social e gênero. Além disso, compartilham com as empresas de crédito somente o necessário para a análise de riscos. Sempre mantendo o sigilo das demais informações que não estão relacionadas à movimentação financeira. Inclusive o cálculo de score respeita a privacidade do cliente. Do mesmo modo, o consumidor pode a qualquer momento pedir para remover suas informações do banco de dados.

Por fim, os birôs centralizam as informações financeiras que recebem de bancos, operadoras de crédito, varejistas etc. Também colaboram para facilitar as análises de risco da concessão de crédito. Além de prestar serviços de consulta para o consumidor acompanhar sua reputação.

Portanto, monitorar seu score é importante para entender como as empresas de crédito te enxergam no mercado. Dessa forma o consumidor pode tomar providências que, de fato, aumentam a pontuação. Acompanhando o Blog da Solução Financeira você encontra mais conteúdos como esse que mostram como é possível se livrar das dívidas e melhorar seu score.

Posts relacionados

Solução Financeira – CNPJ: 23.847.868/0001-27